Arrow

Últimas Notícias

Menina de onze anos, posta vídeo no You tube que, denúncia casamento forçado por seus pais.

Menina de onze anos, posta vídeo no You tube que, denúncia casamento forçado por seus pais.

Os pais de Nada al-Ahdal mataram seus sonhos. Com apenas 11 anos, a menina estava sendo forçada a se casar. Ela conseguiu fugir e encontrar abrigo com seu tio. Muitas  “crianças inocentes” não conseguem escapar do casamento infantil “ e elas podem morrercometer suicídio, ou fazer qualquer outra coisa que vem à mente”, conta Nada.
No Iêmen, é comum uma criança de 12 anos casar-se e ainda por cima ter relações sexuais com homens que têm em média o dobro de sua idade. A média de idade de casamento entre meninas é de 11 anos e meio; enquanto de homens a média é de 28 anos. A média na Arábia Saudita também é preocupante.
Nada al-Ahdal não é o primeiro caso de casamento forçado durante a infância e provavelmente não será a última criança a fugir. Segundo a organização World Health Organization, por dia acontecem cerca de 39 mil casamentos com noivas meninas. Pouco progresso tem sido feito para acabar com a prática do casamento infantil tanto pelas entidades governamentais como pela grande mídia mundial.
Muitas delas entre oito e quatorze anos logo dão à luz, morrem no parto, viram escravas domésticas e sexuais, apanham até a morte. No vídeo abaixo (com legendas em inglês), Nada al-Ahdal conta que prefere a morte do que casar com um homem que não ama, aos 11 anos. Ela prefere a morte do que não viver sua infância, do que não poder brincar, do que não poder sonhar.
O casamento infantil é uma violação terrível dos direitos humanos e rouba meninas de sua educação, a saúde e as perspectivas de longo prazo”, disse Babatunde Osotimehin, MD, Diretor Executivo do UNFPA. “Uma criança que é casada não terá seu potencial cumprido. Muitos pais e comunidades também querem o melhor para suas filhas, por isso devemos trabalhar juntos e acabar com o casamento de crianças”.
Conforme o site da IPS, uma pesquisa realizada em 2011 do Nepal Demographic and Health Survey (NDHS), mostra que 17 por cento das adolescentes casadas entre 15 e 19 anos estão grávidas ou já são mães. Mães adolescentes dão à luz a 81 de cada 1.000 crianças no Nepal. “É uma criança de dar à luz outra criança”, diz Giulia Vallese, representante da United Nations Population Fund (UNFPA), no Nepal.  “Globalmente, há 16 milhões de meninas com idade entre 15 e 19 anos que dão à luz a cada ano – que nunca tiveram a oportunidade de planejar sua gravidez. É uma questão de desenvolvimento que vai além da saúde “, Vallese enfatiza.
Flavia Bustreo, diretora geral do Adjunto da Família, da Mulher e Saúde da Criança da Organização Mundial de Saúde, alerta que que “as complicações da gravidez e do parto são a principal causa de morte em adolescentes. Temos os meios à nossa disposição para trabalhar em conjunto para impedir o casamento de crianças.”.
Dados da World Health Organization revelam que os países com as maiores taxas de casamento infantil são: o Nigéria, 75%; , Bangladesh, 66%; Guiné, 63%; Moçambique, 56%; Mali, 55% e Malawi, 50%. Em termos de números absolutos, devido ao tamanho de sua população, a Índia tem o maior número de casamentos entre crianças e em 47% de todos os casamentos a noiva é uma criança.
Leia também >> Inocência Interrompida‏: Meninas que se casam com homens, perdem sua infância, são molestadas e tornam-se escravas domésticas.


Compartilhe!

Leia outras notícias

1 comentários:

  1. Em resumo, é um país com uma cultura atrasada, imbecil e totalmente imposta...Desejo fortemente que os EUA invadissem este país e colocasse o líder deposto, como foi feito a Sadam para que isto mudasse!!

    ResponderExcluir

Acompanhe por e-mail

Connect-se!

Páginas Visitadas