Arrow

Últimas Notícias

Ministro sírio acusou EUA, França e Reino Unido de encorajar ataque químico.

Ministro sírio acusou EUA, França e Reino Unido de encorajar ataque químico.

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros da Síria acusou hoje os Estados Unidos, o Reino Unido e a França de terem ajudado os rebeldes sírios a usarem armas químicas.
"Foram os grupos terroristas que as usaram, encorajados por americanos, britânicos e franceses. Este encorajamento tem de parar", afirmou Faisal Al-Miqdad.
O governante sírio disse ainda, em entrevista à CNN, que as autoridades de Damasco corresponderam a todos os pedidos feitos pela equipa de inspetores da ONU que está a investigar o alegado ataque com armas químicas de 21 de agosto, nos arredores de Damasco.
Hoje, em Downing Street, reuniu o Conselho de Segurança Nacional britânico (CNS) para discutir as informações recolhidas pelos inspetores das Nações Unidas durante a sua visita a Mouadamiya, uma das áreas atingidas
"O CSN concordou por unanimidade que o uso de armas químicas por parte de Assad era inaceitável - e que o mundo não se deve deixar ficar", tweetou o primeiro-ministro britânicvo, David Cameron.
Informou ainda que Londres elaborou um projeto de resolução "condenando o ataque com armas químicas por parte de Assad e autorizando todas as medidas necessárias para proteger os civis".
O diploma será apresentado hoje, quarta-feira, no Conselho de Segurança da ONU, onde a Rússia - o mais forte aliado da Síria - tem direito de veto.
Entretanto, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, apelou a uma solução diplomática e afirmou que a equipa de inspetores da ONU em Damasco necessita de trabalhar até domingo para conseguir estabelecer todos os factos.


Fonte:Expresso.sapo.pt

Compartilhe!

Leia outras notícias

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Acompanhe por e-mail

Connect-se!

Páginas Visitadas