Arrow

Últimas Notícias

Venezuelanas arriscam a saúde em prol da beleza estética.







Repórter - "Muitas mulheres tem dificuldades em encontrar um biquíni que lhes caia bem, mas para Astride a experiência passou a ser traumática. Em 2008 ela colocou Biopolímeros - Gel sintético que não é absorvido pelo corpo - na região glútea, diferente do implante mamário, o produto não tem uma membrana de isolamento e fica em contato direto com o organismo.
Astride acreditava que a técnica traria a beleza tão sonhada, mas na verdade só trouxe problemas.

Astride - "Logo após a aplicação, me senti muito bem. Acreditava que tinha o quadril perfeito, quando depois veio a inflamação e tudo acabou. Já não pensava em ir a praia e nem queria sair de casa. Apareceram uma espécie de caroços nas costas. Não podia caminhar ou sentar... Fazer as minhas necessidades fundamentais. Meu ritmo de vida mudou completamente".

Repórter - "No final de 2012 a Venezuela se tornou o único país latino americano a proibir qualquer substância injetável de preenchimento com fins estéticos como os biopolímeros. Apesar da medida, muitas mulheres seguem colocando a substância em clínicas clandestinas, acreditando que não há efeitos colaterais.
A única solução em casos mais críticos, é remover o produto através de cirurgias.
Só este ano, esse cirurgião operou cerca de cinquenta pessoas.

Médico Daniel Slobodianik - "Todas as pacientes que possuem biopolímeros... Todas, cem por cento, irão ter problemas em algum momento. Meu critério é operar pessoas que tenham muitos sintomas, como: dor, mudança de coloração, sensação de ardor, etc. O problema é cíclico! Some e reaparece a cada dois ou três meses. Mas o procedimento cirúrgico não garante a cura!

Repórter - Daniel é um dos poucos cirurgiões na Venezuela que remove a substância em uma intervenção considerada experimental e que ainda não recebeu sinal verde do conselho médico. Esse consultório atende diariamente uma média de seis pacientes com biopolímeros. Oliana é uma delas! Mesmo que seu quadro ainda não peça uma cirurgia, ela sabe que vai ter sequelas para o resto da vida."

Oliana Rossi - "Queria ficar mais bonita! Acho que foi tentação do diabo. Digo assim... É uma bomba relógio que tenho no organismo."

Repórter - "Não há registros oficiais de quantas venezuelanas injetaram os biopolímeros, antes e depois da proibição. Mas no país da misses, onde 30% das mulheres possuem alguma substância de preenchimento no corpo, o governo tenta mostrar que a beleza, não vale qualquer custo."

Fonte: Yahoo Noticias

Compartilhe!

Leia outras notícias

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Acompanhe por e-mail

Connect-se!

Páginas Visitadas